ocafe2

Entenda aqui a diferença de um cafezinho e um cafezão!

O Café

Sabemos que gosto não se discute… Há quem prefira café doce, quem goste mais ácido, quem procure por algo que lembre o café de mãe… O importante é que o café seja equilibrado em todos os seus padrões, sem impurezas e, de muita qualidade.

Chegamos a esse resultado com uma fórmula simples:

Seleção de cafés especiais + precisão na torra + extração = café ideal!

Parece fácil, mas exige muito trabalho de pesquisa, prova, prova e mais prova de café e o controle minucioso da torra.

O nosso trabalho começa com a escolha do café. Para nós só vale se o café for especial, ou seja, obter mais de 80 pontos pela classificação da Specialty Coffee Association of America. Além disso alguns conceitos muito importantes como rastreabilidade dos lotes, compromisso sócio-ambiental e a compra direta com os produtores são outros fatores essenciais para a seleção dos grãos.

A próxima etapa é crucial para conseguir obter o que o café tem de melhor. A torra exige muito conhecimento técnico e é por isso que fazemos questão de torrar todo o café que utilizamos. Nesta etapa é possível conservar os açúcares naturais dos grãos e controlar outras características responsáveis pelo equilíbrio da bebida.

Por fim, a mistura de grãos, ou criação de blends, estabelece proporções de diferentes variedades de cafés que irão compor a bebida final. Com isso é possível chegar ao perfil sensorial desejado.

E você achando que era fácil… A soma desses três fatores é bastante complexa, mas nós adoramos o desafio!